Escape Room – Sentido inverso

O projeto de autonomia e flexibilidade curricular desenvolvido pelo curso de TGPSI é um marco neste novo paradigma de escola. De uma ideia criativa que viu a luz do dia em junho de 2017, o grupo de 56 alunos ( 2 turmas) e oito professores propôs-se produzir um jogo de desafios.

O Escape room Rumo Inverso nasceu da mente criativa de um grupo de alunos, os quais, à semelhança de outros grupos, foram desafiados a compor uma história que pudesse ser adaptada ao propósito o projeto.

Os alunos apresentaram as diversas propostas, mas o Rumo Inverso foi escolhido pela sua capacidade de empolgar os ouvintes e futuramente os participantes. Da produção da história passou-se à construção dos desafios. O trabalho complexo de articulação das diferentes partes do jogo, a sua montagem física, em cenário real, apelou à mobilização das diferentes competências dos alunos e correspondem ao conjunto de competências que definem o perfil do aluno do INETE. Pensado para uma única sessão, organizou-se a logística para que pudessem participar mais alunos do INETE e de escolas do grupo. Os participantes têm tecido elogios à equipa, pedindo mais jogos e desafios.